Parem o mundo: descoberta toda a verdade, que vai mudar sua vida, sobre o sinistro filme Faces da Morte

faces da morte faces of death

Talvez a maioria de vocês nunca ouviu falar, mas quando eu era pivete assisti um filme chamado Faces da Morte que fazia um “baita sucesso” com a molecada do bairro.
 

Lançado em 1978, o filme Faces da Morte tornou-se muito conhecido na época porque trazia cenas assustadoras envolvendo mortes de animais e de seres humanoss. Para pegar a sinistra fita de VHS nas locadoras não era fácil.
 

Só para vocês terem ideia da dificuldade de alugar o filme, a fita de VHS ficava naquela área de filmes proibidos só para maiores de 18 anos, saca?
 

faces da morte faces of death

Só que em 2008 o filme ganhou uma versão em DVD e seus criadores admitiram que quase todas as cenas, ainda que mega reais para quem tinha visto a fita, não passavam de montagens e truques cinematográficos.
 

Os diretores contam, por exemplo, como foi feita a cena que reuniu várias pessoas para comer cérebro de macaco (na verdade foi usado um boneco de brinquedo), como foi o ataque sanguinário de um jacaré(o take foi uma encenação com bonecos tanto da vítima quanto do animal), entre outras “mortes” tenebrosas.
 

faces da morte faces of death

Entre as poucas cenas reais do filme, eram exibidas as falsas, e a grande maioria destas cenas que nos assustou eram encenações grosseiras.
 

Segundo outras fontes, há diversas enganações envolvendo o filme, só que a gente não sabia na época. Por exemplo, na capa da fita tinha uma mensagem que ele foi proibido em 46 países, despertando ainda mais curiosidade sobre o conteúdo do filme por exibir cenas fortes, mas o filme teria sido banido apenas em cinco.
 

Mesmo agora com esta descoberta sobre o sinistro Faces da Morte, dá para ficar um pouco impressionado com as cenas de mortes do filme.
 

De qualquer maneira, assista o vídeo com 21 minutos do assustador Faces da Morte e depois dê sua opinião sobre as “mortes” nos comentários:
 


Fonte: TMDQA

Gostou do Post?
Dê um CURTIR, COMPARTILHE e faça um COMENTÁRIO: