Conheça a fantástica Sydney Opera House na Austrália

Sydney Opera House

Grandiosa em tamanho, imponência, arquitetura, design e, principalmente, nas artes. Essa é a incrível Sydney Opera House – ou Teatro de Sydney, como também é conhecida. Como já indica seu nome, a Ópera de Sydney fica em Sydney, Austrália, cidade capital do estado de Nova Gales do Sul. Como nota-se com clareza ao observar a imensa construção, o objetivo da casa era mesmo tornar-se um marco arquitetônico do país. E a aposta tinha seus motivos.
 

Sydney foi a cidade escolhida para abrigar a primeira colônia britânica daquela região, e com o estigma de inferioridade do país colonizado, a Austrália não tinha, até aquela altura, uma grande obra que a marcasse e a destacasse perante o mundo. Foi por conta disso, então, que, em 1950, o governo do Estado resolveu investir em uma grande construção que seria não apenas uma referência turística para o país, mas para todo o continente da Oceania.
 

Sydney Opera House

Sydney Opera House

Projeto, design e pretensão
 

Um prédio extenso com a parte superior inspirada em folhas de palmeiras. A meta era que pudesse ser avistado por todos os lados: mar, terra e ar. Foi assim que Jorn Utzon, um arquiteto dinamarquês, idealizou a Opera House ao assinar seu projeto, um ícone da arquitetura moderna. O design era absolutamente inovador; após pronta, a ópera seria um sucesso total. E não é à toa que, desde 2007, está presente na lista de Patrimônios Mundiais da Humanidade, da UNESCO.
 

As obras se iniciaram em 1959, mas a caminhada seria longa para Utzon. Em 1965, impasses políticos e problemas com apoio financeiro fizeram com que a obra sofresse um grande atraso, levando todo o projeto a ser abandonado em 1966. A edificação tinha um custo estimado de $102 milhões de dólares e, após algum tempo, prosseguiu sem Jorn. Em 20 de outubro de 1973, foi finalmente inaugurada pela Rainha Elizabeth II.
 

Conforme a pretensão de seu idealizador, o Teatro é realmente de uma dimensão impressionante. Seu maior auditório, o Concert Hall, acomoda até 2690 cabeças sentadas e é a casa do Sydney Grand Organ, maior órgão mecânico com mundo, com 10 mil tubos. De resto, são cinco teatros, quatro restaurantes, seis bares, dois auditórios e cinco estúdios para ensaio, além, é claro de todas as lojinhas de souvenirs. Como bônus, toda região onde a Ópera House se localiza é um ponto grande ponto turístico: ao subir os 200 graus da casa, você pode ter uma das vistas mais privilegiadas da belíssima Baía de Sydney.
 

Sydney Opera House

Sydney Opera House

Espetáculos
 

Hoje, a Opera House apresenta espetáculos performáticos de diversos tipos, como concertos em geral, apresentações de ballet, teatro, exposições, filmes, danças, jantares e, obviamente, óperas magníficas. A visita ao centro de arte pode ser acompanhada de um Guia para ser melhor aproveitada. Durante o passeio, ele mostrará todos os espaços e contará um pouco da história de cada um, curiosidades, agenda e etc.
 

Sydney Opera House

Como a Austrália tem um clima parecido com o brasileiro por conta de sua localização, a melhor época para visitar a Opera House é o verão; nessa época você terá uma melhor vista não só da Baía de Sydney, como também da incrível Harbour Bridge, outra referência turística australiana de visita obrigatória. É considerada pelo Guinnes Book a ponte arqueada mais longa do mundo.
 

Sydney-Bridget-IMG_2228
Habour Bridge Sydney
 

Sydney-Harbor-Bay-IMG_2294
Harbor Bay Sydney
 

Post gentilmente elaborado por Bruna Rodrigues
 

Mais informações, acesse o site da Embaixada da Austrália no Brasil

Gostou do Post?
Dê um CURTIR, COMPARTILHE e faça um COMENTÁRIO: