As principais aparições dos Beatles nos Simpsons

Semanas atrás comentei sobre as referências e citações de filmes que foram homenageados nos Simpsons. Agora é hora de outro artigo na mesma temática. Vamos falar das “participações” da banda inglesa The Beatles nos Simpsons.
 

De cara, é importante reforçar que o criador dos Simpsons – que atualmente é uma das séries americanas com maior duração, beirando os 25 anos – Matt Groening, é fã declarado dos The Beatles. O mesmo vale para muitos da equipe de produção. Durante os mais de 500 episódios há diversas referências: diálogos que são extraídos de algumas músicas, episódios inteiros que homenageiam a banda como um todo e aparições dos Beatles vivos à época de produção do episódio (John Lennon sendo o único que não aparece, dado que sua morte data de 1980). Beatles, Simpsons e Cultura Pop praticamente são as mesmas coisas. A banda tem vários produtos licenciados: desde lancheiras até baralhos.
 

A primeira aparição do baterista dos Beatles, Ringo Starr, foi já na primeira temporada. O episódio tem como história secundária o envio de uma carta de amor por Marge – que chega ao seu destinatário inglês e narigudo após 40 anos.
 

The Simpsons Ringo Starr

Outra foi no início da série que faz menção a uma lenda urbana entre os Beatlemaníacos: Paul McCartney estaria morto desde a década de 1960. O primeiro episódio especial de Halloween dos Simpsons brinca com esse tema – que trata-se obviamente de uma lenda, haja vista que nunca houve nenhuma prova de fato sobre o assunto. Na imagem que você confere abaixo, uma possível lápide de Paul.
 

The Simpsons Paul McCartney

De toda forma, sem sombra de dúvidas, o episódio com mais referências aos Beatles acaba por ser Homer Barbershop Quartet. O episódio em questão brinca – e muito – com toda a história da banda. Neste, em questão, Homer é o líder de uma banda de barbearia – no caso, um coral com banjo. As referências são inúmeras; vamos contar algumas;
 

1) Homer é orientado a não dizer que é casado, para que as fãs não se chateiem – da mesma forma que acontecia com Lennon.
2) O Chef Wiggum tem uma história semelhante a Pete Best; ele é substituído por Barney, da mesma forma que Best foi substituído por Ringo Starr nos anos 1960.
3) Várias capas dos álbuns dos Be Sharps (trocadilho com sharps, que significa afinado tanto quanto afiado, em alusão à barbearia – da mesma forma que Beatles faz referência a beat, também sendo um trocadilho com besouros) são praticamente idênticas às dos Beatles. Principalmente Abbey Road e Sgt. Peppers.
4) Homer conta a Bart e Lisa que a banda entrou em declínio quando foi dito que eles eram maiores do que Jesus (da mesma forma que a imprensa encarou declarações de John Lennon em meados dos anos 1960, embora os Beatles não tenham entrado em declínio por tanto).
 

Finalmente, a última referência você vê abaixo; o último show dos Be Sharps ocorre de maneira idêntica ao último show dos Beatles. Só que ao invés do telhado da Apple Corps, o cenário é o telhado do Bar do Moe.
 

The Simpsons Beatles roof telhado

Há diversas outras pequenas referências ao longo dos episódios – bem como aparições, como num enredo no qual o vegetarianismo de Lisa é tratado (e Paul McCartney aparece com sua esposa, então viva, Linda). Mas isso fica para outro post. Divulgação
 

Já que estamos falando dos The Beatles, nada melhor que ouvir o quarteto de Liverpool. Let’s rock, babe!
 

Twist and Shout – Beatles
 

 
Twist and Shout – cena memorável de Curtindo a Vida Adoidado (Ferris Bueller’s Day Off)
 

 
John Lennon – Jealous Guy
 

S2

Gostou do Post?
Dê um CURTIR, COMPARTILHE e faça um COMENTÁRIO: