Saiba tudo sobre a Declaração do Imposto de Renda 2013 | Prazos, documentos, programas e muito mais

Imposto de Renda 2013

Começou no dia 1° de março o prazo de entrega da declaração do Imposto de Renda de pessoa física 2013. Para não cair na malha fina do Leão, fique por dentro quem deve declarar o imposto de renda, quem está dispensado, quais os prazos de entrega, regras, documentos e muito mais!
 

Quem deve fazer a declaração do IR em 2013:
 

1. recebeu rendimentos tributáveis, sujeitos ao ajuste na declaração, cuja soma foi superior a R$ 24.556,65
2. recebeu rendimentos isentos, não tributáveis ou tributados exclusivamente na fonte, cuja soma foi superior a R$ 40 mil
3. obteve, em qualquer mês, ganho de capital na alienação de bens ou direitos, sujeito à incidência do imposto, ou realizou operações em bolsas de valores, de mercadorias, de futuros e assemelhadas
4. relativamente à atividade rural:
 

a) obteve receita bruta em valor superior a R$ 122.783,25.
b) pretenda compensar, no ano-calendário de 2012 ou posteriores, prejuízos de anos-calendário anteriores ou do próprio anocalendário de 2012;
 

5. teve, em 31 de dezembro, a posse ou a propriedade de bens ou direitos, inclusive terra nua, de valor total superior a R$ 300 mil.
6. passou à condição de residente no Brasil em qualquer mês e nesta condição se encontrava em 31 de dezembro;
7. optou pela isenção do Imposto sobre a Renda incidente sobre o ganho de capital proveniente da venda de imóveis residenciais por ter aplicado o capital na aquisição de outro imóvel localizado no País, no prazo de 180 dias contados da venda do primeiro imóvel
 

Quem está dispensado (não precisa fazer) a declaração do Imposto de Renda 2013:
 

1. Quem participa de sociedade conjugal ou união estável, e tenha os bens comuns declarados pelo outro cônjuge ou companheiro, não precisará fazer a declaração desde que o valor total dos seus bens privativos não exceda R$ 300 mil;
2. Caso conste como dependente em Declaração de Ajuste Anual apresentada por outra pessoa física, na qual tenham sido informados seus rendimentos, bens e direitos, caso os possua;
3. Contribuintes ou dependentes que, em 31 de dezembro de 2012, tinham saldo de conta corrente bancária e demais aplicações financeiras com valor unitário de até R$ 140; tinham bens móveis – exceto veículos automotores, embarcações e aeronaves, bem como os direitos -, cujo valor unitário seja inferior a R$ 5.000; tinham um conjunto de ações e quotas de uma mesma empresa, negociadas ou não em bolsa de valores, bem como ouro ou outro ativo financeiro, em que valor seja inferior a R$ 1.000; dívidas cujo valor seja igual ou inferior a R$ 5.000.
 

Documentos necessários para preencher a declaração do Imposto de Renda IR 2013:
 

Para declarar rendas, separe:
 

– Informes de rendimentos de instituições financeiras e bancos (inclusive de corretoras);
– Informes de rendimentos referentes a pagamentos de salários, Pró Labore, distribuição de lucros, aposentadoria, pensão;
– Informes de rendimentos de aluguéis de bens móveis e imóveis recebidos de pessoas jurídicas;
– Documentos ou informações de outras rendas, como rendimento vindo de pensão alimentícia, doações, heranças recebida no ano;
– Informações lançadas no Livro Caixa e o cálculo do imposto pago por meio do Carnê Leão.
 

Para declarar bens e direitos, separe:
– Documentos que comprovem a compra e venda de bens e direitos, como carros e casas
 

Para declarar dívidas e ônus, separe:
– Informações e documentos de dívidas contraídas ou pagas no período
 

Para declarar renda variável, separe:
– Documento de controle de compra e venda de ações, inclusive aqueles que demonstram a apuração mensal do imposto
– Darfs que foram recolhidas para renda variável
 

Para declarar pagamentos e doações, separe:
– Recibos de pagamentos ou informe de rendimento do plano de saúde, que deve ter o CNPJ da empresa emissora e a indicação do paciente;
– Recibos de despesas médicas e odontológicas, com CNPJ da empresa emissora ou CPF do profissional e indicação do paciente;
– Comprovantes das despesas com educação que tenham o CNPJ da empresa emissora com a indicação do aluno;
– Comprovante de pagamento da previdência privada, com o CNPJ da empresa emissora;
– Recibos de doações efetuadas;
– Guia da Previdência Social e cópia da carteira profissional de empregado doméstico;
– Comprovantes oficiais de pagamento a candidato político ou partido político.
 

Para demais informações, separe:
– Dados da conta bancária para restituição ou débitos das cotas do imposto devido;
– Nome, CPF, grau de parentesco dos dependentes e data de nascimento;
– Endereço atualizado;
– Cópia da última Declaração do Imposto de Renda Pessoa Física entregue;
– Atividade profissional exercida atualmente;
– Extrato comprovando recebimento de créditos da Nota Fiscal Paulista;
– Extrato do FGTS, caso tenha efetuado saque.
 

A Receita Federal lembra que todos os documentos podem ser disponibilizados por meio da internet, ficando a fonte pagadora dispensada de fornecer via impressa. Caso tenha havido retenção do IR na fonte e não tenha sido fornecido o comprovante, o contribuinte deve comunicar o fato à uma unidade de atendimento da Secretaria da Receita Federal.
 

A Receita diz também que todos os rendimentos tributáveis devem ser declarados, vindos de pessoas físicas ou jurídicas, “mesmo que (o declarante) não tenha recebido comprovante das fontes pagadoras, ou que este tenha se extraviado”.
 

Programas (aplicativos) para fazer o IR 2013 e enviar para a Receita Federal:
 

1. Programa para preenchimento da declaração imposto de renda 2013 (download):
 

Versão para Windows
Versão para Solaris
Versão multiplataforma
Versão para Mac
Versão para Linux rpm
Versão para Linux deb
Versão para Linux
 

2. Programa para envio da declaração do imposto de renda 2013, o Receitanet (download).
 

Versão para Windows
Versão multiplataforma
Versão para Mac
Versão para Linux rpm
Versão para Linux deb
Versão para Linux
Versão para Solaris
 

O prazo para a entrega da declaração vai até às 23h59 do dia 30 de abril, por meio da internet ou em disquete. O contribuinte que optar pelo disquete deverá levá-lo nas agências da Caixa Econômica Federal ou do Banco do Brasil.
 

O contribuinte que entregar a prestação de contas do imposto fora do prazo deverá pagar uma multa mínima de R$ 165,74 ou até mesmo de 20% do valor do imposto devido, dependendo do tempo de atraso na declaração ao governo.
 

Informações adicionais sobre o Imposto de Renda 2013:
 

R7 Notícias

Gostou deste post? Dê um CURTIR, COMPARTILHE e faça um COMENTÁRIO!

Gostou do Post?
Dê um CURTIR, COMPARTILHE e faça um COMENTÁRIO: