Saiba o que NÃO falar em uma entrevista de emprego

Supervalorização, linguagem inadequada e falta de foco são alguns dos principais deslizes que podem eliminar o candidato em uma entrevista de emprego.

Entrevista de emprego

Vale tudo para convencer o recrutador a contratar você? Definitivamente não, afirmam especialistas. Segundo eles, foi-se o tempo em que a retórica sedutora e comovente e os cursos em universidades de renome eram garantias de um bom emprego.

Hoje a orientação é ser contido, verdadeiro, centrado. Ou seja: nada de marketing enganoso; os entrevistadores querem ser impressionados pelo o que você é e sabe fazer.

Especialistas apontaram os principais erros durante os processos seletivos. A dica é prestar bastante atenção para não se deixar levar pelos falsos artífices, pois eles costumam eliminar candidatos.

1. Estou passando por um momento muito difícil.
Não há nada de errado em falar brevemente sobre a sua vida pessoal – caso o recrutador questione. O problema é quando a sua vida passa a ser o tema da entrevista.

2. Meu pior defeito é ser desorganizado.
Digamos que você esteja concorrendo a uma vaga em um centro de informação, onde a principal característica requisitada é a organização. Quando questionado sobre o seu defeito você diz que é desorganizado. Ao mencionar um defeito, mostre que tem um plano de ação para corrigi-lo.

3. Essa empresa é muito ruim. As lideranças também.
Jamais critique as empresas pelas quais passou, nem os antigos chefes. Ao falar mal das empresas ou chefes, o profissional deixa claro que não conseguiu lidar com a situação.

4. A gente fomos.
Se você não possui um repertório privilegiado fale de maneira simples, mas correta. Dependendo do cargo a ser disputado, erros de português são imperdoáveis. O uso excessivo de gírias e palavras no diminutivo também podem prejudicar.

5. Tentar falar sobre um assunto que desconhece.
Não caia na armadilha de tentar responder a uma pergunta mal compreendida. Caso seja necessário, diga que não compreendeu o recrutador ou repita a questão do seu jeito para esclarecer o possível mal entendido.

Do mesmo modo, jamais fale sobre algo que você desconhece a fim de tentar acertar a resposta e ficar bem na fita com o entrevistador. Se você tem conhecimento teórico sobre o assunto, diga o que sabe a respeito, mas esclareça que não teve vivência prática.

6. Supervalorizar-se.
Contar vantagens sobre si não é uma maneira inteligente de chamar a atenção do recrutador. Fale o necessário. Os melhores trunfos devem ser guardados para após a contratação. Ser humilde não é ser inferior.

7. Mentir na entrevista.
Na tentativa de abocanhar a vaga de emprego acirradamente disputada e ambicionada alguns candidatos chegam ao ponto de inventar competências técnicas ou comportamentais que não possuem. Atitude unanimemente desaprovada pelos consultores de carreira e recursos humanos. Além de minar a oportunidade profissional, o candidato vira figurinha carimbada nos processos de seleção.

8. Errar no tom de voz.
Não é só o conteúdo que conta na avaliação do recrutador. Errar no tom de voz também prejudica seu desempenho na entrevista de emprego. Um tom de voz alto pode evidenciar falta de educação, arrogância ou imposição. via

Gostou do Post?
Dê um CURTIR, COMPARTILHE e faça um COMENTÁRIO: