Gripe suína

A gripe suína é uma doença causada por uma variante do vírus H1N1. O vírus pode ser transmitido através de contato com animais e objetos contaminados. Uma nova variante do vírus pode ser transmitida entre humanos e é considerada epidêmica no México.

A Organização Mundial da Saúde declarou que a doença é uma “emergência na saúde pública internacional”, e tem grandes chances de se tornar uma pandemia.

Formas de contágio:

· A contaminação se dá da mesma forma que a gripe comum, por via aérea, contato direto com o infectado, ou indireto (através das mãos) com objetos contaminados.
· Não há contaminação pelo consumo de carne ou produtos suínos. Cozinhar a carne de porco a 70 graus Celsius destrói o vírus da gripe suína.
· Porêm não foi indentificado nenhum animal doente no local da epidemia (México).Então provavelmente é apenas uma mutação do vírus da gripe com restígios de gripe humana, gripe aviaria e suina.

Sintomas:

Assim como a gripe humana comum, a suína apresenta os sintomas: febre, cansaço, fadiga, dores pelo corpo, tosse e ainda sintomas característicos como diarreia ou vômitos.

Tratamento:

De acordo com a OMS, o medicamento antiviral oseltamivir, em testes iniciais mostrou-se efetivo contra o vírus H1N1. Ter hábitos de higiene regulares, como lavar as mãos durante 30-34 segundos, é uma forma eficaz de prevenir a doença.

Embora já existam remédios que parecem ser eficazes contra o vírus, especialistas querem saber a razão de algumas pessoas ficarem gravemente doentes enquanto outras apresentam apenas sintomas mais leves de gripe. (Wikipedia e Uol)

ATENÇÃO: Caso você tenha viajado para o México ou para regiões próximas e apresente algum sintoma, não se medique e procure um médico!

CG: Agora só falta o governo lançar mais um PAC “virtual”. Um Plano de Aceleração do Controle da Gripe Suína!

Gostou do Post?
Dê um CURTIR, COMPARTILHE e faça um COMENTÁRIO: