Cegueira governamental

A concessão de refúgio ao italiano Cesare Battisti piora cada vez mais as relações do Brasil com a Itália. No começo da semana, o embaixador italiano no Brasil foi chamado a Roma – na linguagem da diplomacia indica grave contrariedade de um país após a atitudes tomadas por outro – sobre a posição contrária do governo brasileiro em extraditar o italiano.

Em entrevista à revista IstoÉ, Battisti admite que pegou em armas e fez assaltos, mas nega que tenha executado inimigos.

Nesta sexta-feira, o primeiro-ministro da Itália, cancelou sua visita ao Brasil, prevista para o fim de fevereiro, por causa do caso. Vale mencionar que, em 2006, a Corte Européia de Direitos Humanos validou de modo inquestionável a condenação de Cesare.

O governo italiano deu sinais de que também pode criar dificuldades para a participação do Brasil na reunião do G8. (OESP / Alerta Total)

Se você é contra a decisão de Tarso Genro de refugiar Cesare Battisti, assine o abaixo-assinado de apoio ao governo italiano no site PETITION ONLINE

CG 1: Cada vez se torna mais claro que a concessão de refúgio se deu por motivação “partidária e ideológica”.
CG 2: Depois do Bolsa-Fauna-Animal, vem aí o Bolsa-Terrorista! Acorda, Brasil!!!

Gostou do Post?
Dê um CURTIR, COMPARTILHE e faça um COMENTÁRIO: