A "marolinha" chegou ao Brasil

A revista britânica The Economist afirma que a crise financeira internacional desembarcou no Brasil, apesar do presidente Lula chamar de “crise do Bush”.

Segundo o texto, “o crédito está ficando cada vez mais escasso e os bancos cada vez mais desconfiados”. A revista ainda cita a fusão do Itaú e Unibanco, na qual o presidente do Itaú afirma que a crise acelerou o processo e que empresas da Zona Franca de Manaus deram férias coletivas aos empregados, o que acontece pela primeira vez em três décadas.

Segundo a Economist, os membros do governo não estão mais dizendo que o Brasil não será afetado pela recessão global. A revista cita o fato de o ministro do Planejamento, ter confirmado, que o governo vai reduzir a meta de superávit fiscal para 2009, de 4,3% para 3,8%.

Outra medida citada é a injeção de dólares pelo Banco Central, para tentar estabilizar o valor da moeda. Os movimentos do governo brasileiro para permitir que bancos estatais, como o Banco do Brasil e a Caixa Econômica Federal, possam comprar ações de bancos em crise também são citados. (OESP)

CG: Tô cansado das bravatas. E você? Acredita em conversa fiada ou na realidade?

Compare preços de FURADEIRA

Gostou do Post?
Dê um CURTIR, COMPARTILHE e faça um COMENTÁRIO: