Vacinação

As vacinas constituem a melhor proteção para evitar algumas doenças. Por isso, é importante cumprir o calendário de vacinação da criança desde o seu nascimento e conhecer as características das vacinas, a época em que devem ser administradas e o tipo de reação que podem causar. Conheça algumas delas:

· Vacina BCG: imuniza contra a tuberculose. Deve ser aplicada sobretudo após o nascimento, ou o mais precocemente possível. Sua aplicação não é recomendada durante a gravidez.
· Vacina tríplice: imuniza contra a difteria, o tétano e a coqueluche. Deve ser aplicada a partir dos dois meses de vida, em três doses, com intervalo de dois meses entre estas.
· Vacina contra H. influenzae B: imuniza contra as infecções causadas pelo H. influenzae B, principalmente meningite e pneumonia. Deve ser aplicada a partir dos dois meses de vida, em três doses.
· Vacina Sabin: imuniza contra a poliomielite (antes da Sabin, existiu a vacina Salk). É aplicada de forma oral. Uma gotinha dela deve ser administrada a partir dos dois meses, em três doses, e depois com reforço anual até os 5 anos.
· Vacina contra a hepatite B: é aplicada em três doses.
· Vacina contra o sarampo: deve ser aplicada em bebês com 9 meses.
· Vacina antivariólica: imuniza contra a varíola. É preparada a partir do vírus da varíola bovina. Deve ser aplicada a partir dos 6 anos de idade.
· Vacina contra a rubéola: deve ser aplicada em todas as mulheres que não estejam grávidas e nas mulheres suscetíveis no pós-parto e pós-aborto espontâneo, para prevenir a rubéola e a síndrome da rubéola congênita. A gravidez deve ser evitada por um período de 30 dias após o recebimento da vacina. É possível que o vírus vacinal seja eliminado pelo leite materno, razão pela qual poderá ocorrer uma infecção benigna de leve intensidade, no recém-nascido.

Mais um serviço de utilidade pública do Criativo

Vi no Quiosque Azul

Compare preços de APARELHO DE PRESSÃO

Gostou do Post?
Dê um CURTIR, COMPARTILHE e faça um COMENTÁRIO: