MST condenado

A Justiça Federal de Marabá condenou três líderes do MST no sul do Pará a pagarem R$ 5,2 milhões de indenização à mineradora Vale. Eles lideraram em abril um grupo de sem-terra que interditou a ferrovia da empresa em Carajás.

A ferrovia já tinha sido fechada pelo MST duas vezes em 2007 (OESP).

CG 1: Há tempos que o MST mudou seu “foco”. Merecem pagar pelos atos de vandalismo!
CG 2: Quer revindicar? Siga as leis, oras!

Gostou do Post?
Dê um CURTIR, COMPARTILHE e faça um COMENTÁRIO: