Falta do que fazer no Senado

A única atividade em que tem acontecido no Senado é a realização de sessões comemorativas. Originalmente destinadas a destacar a atuação de pessoas ou entidades importantes para o País, as sessões hoje são um ato de bajulação.

O Senador Magno Malta (PR-ES), por exemplo, é autor de um requerimento, para homenagear a rede de lojas de um colega. Ideli Salvatti (PT-SC) resolveu homenager o tenista Gustavo Kuerten. Já o senador Cristovam Buarque, quer homenagear o Dia das Crianças. As sessões tem acontecido três vezes, em média, por semana (OESP).

CG: Ao invés de tratar de assuntos mais importantes para o País os senadores inventam o que fazer. Acorda, Brasil!!!

Gostou do Post?
Dê um CURTIR, COMPARTILHE e faça um COMENTÁRIO: