Cada vez mais enrolada

O juiz José Paulo Magano, da 17ª Vara Cível de São Paulo oficiou ao procurador-geral da República determinando que se investigue a interferência da chefe da Casa Civil no episódio da aprovação da estrutura societária da VarigLog pela Anac. Os sócios brasileiros não tinham condições financeiras para formar a sociedade com os estrangeiros.

O Código Brasileiro de Aviação proíbe que estrangeiros detenham mais de 20% do capital de uma empresa aérea. O despacho na Anac foi ignorado e a transação foi efeturada – autorizada pelo governo deferal (OESP).

CG: É impressionante a quantidade de “causos” em que a ministra aparece enrolada. Acorda, Brasil!!!

Gostou do Post?
Dê um CURTIR, COMPARTILHE e faça um COMENTÁRIO: