Acredite, se quiser

O Tribunal de Contas da União concluiu que o governo federal não fez uso eleitoral do programa Bolsa-Família em 2006, durante a campanha da reeleição do presidente Lula.

Para o órgão, não há evidências de favorecimento a partido político nem descumprimento de normas relativas à execução orçamentária e financeira no processo de expansão do programa que pudesse caracterizar desvio de finalidade para utilização do programa visando fins eleitoreiros (OESP).

CG: E o que você acha, usou ou não usou?

Gostou do Post?
Dê um CURTIR, COMPARTILHE e faça um COMENTÁRIO: